terça-feira, 13 de abril de 2010

Sobre beijos e queijos.


Quem não se recorda do primeiro beijo espalhafatoso que deu? E da decepção ou gosto de quero mais? E quem não adora receber um beijinho de bom dia dado por alguém que ama? Ou aquele maravilhoso e sincero, tão esperado? E ainda há os que sonham, com aquele que ainda vai acontecer. Beijo é bom quando doce, sincero, carinhoso ou até mesmo, louco. Seja de amor ou só de desejo.
No claro, escuro, em pé, deitado, upside down, na chuva, in the moonlight, debaixo d'água. De chegada, despedida, enviado pelo vento ou por sms, na bochecha, na mão ou onde preferir e for conveniente. Caliente, paciente, ou algo como "tomara-que-o-clima-esquente". Lembre-se apenas, que faz bem a mente e a dor de dente.
Cada dia, é dia de alguma coisa, que a gente desconhece: do bombeiro, da árvore, da unha encravada ou do dente de leite. E hoje, é desse ato simples, de doar-se, de alma, boca e coração (ou sem mesmo). Por isso, não excite, nem force a barra. Beije por vontade, quem te quer ou quem quiser, jamais por obrigação. E que não faça igual à Dia das mães e Natal, que só presenteia por obrigação. A espontaneidade faz a diferença e surpreende também.

3 comentários:

Maíra D. disse...

beijos são formas de carinho. e como você disse, já que hoje em dia se tem dia pra tudo, nada mais justo que essa manifestação carinhosa que, creio eu, todo mundo gosta!

ahh, eu ja lia aqui antes.. heauehuea so tinha meio que vergonha de comentar/seguir =p
:D
eu curto o jeito que você escreve, e o blog é bacana demais.


=*

Yan Soares disse...

o texto é como o de um beijo: as vezes calmo, as vezes rápido, começa como um soco (de leve)no rosto e quando menos se espera, acaba.

Ficou muito bom esse.
Beijos

Diano Livier disse...

tava ouvindo aquela de sandy e junior, né? HUIAOEHA :P

muito bom o texto, parabens babi =D

=*************