quarta-feira, 11 de junho de 2008

Dia dos essedois apaixonados (e correspondidos).


Doze de junho, data que antecede o dia de Santo Antônio, santo casamenteiro, é nada mais, nada menos que dia dos namorados. Algo que pra muitos não há muito (nenhum) significado ou é apenas, sinônimo de presente, para mim e alguns outros, é mais que isso.

Cartões, bombons, corações, coisinhas fofas, declarações, flores, e uma serenata com violão na janela da amada, por que não? O que conta é a lembrança, do tradicional ao moderno, vale tudo, desde que seja uma demonstração de afeto verdadeira, sem sentimentalismo barato. Pra mim, deve-se ser brega o máximo possível, já que ser um apaixonado das antigas é ser brega, quero ser o pior de todos e os românticos disfarçados por trás de uma quente frieza (se é que me entende) tire o muito que tem a dizer mas com more than words. Fique como se fosse seu puppy love, com um amor puro e inocente sonhe até com um "felizes para sempre" mas lembre do "seja eterno enquanto dure". Se está sozinho,não desespere... quantos amores ainda estão por vir e ir, hein? E se sua metade da laranja já apareceu, com toda certeza,tens sorte.

E um bom (e feliz) dia dos namorados.

2 comentários:

Natyy disse...

Dia dos namorados tem que ter um significado maior do que só ganhar presente. ><

Gostei do texto. xD


Beeijo!

Lana disse...

HUAHAUHAAUH /o
vou repetir uma frase que me diseram apos ler o meu texto:
' sentimental demais pra voce nao? '