quinta-feira, 22 de maio de 2008

No dia que eu ia sair de casa.

Ia passar uns trinta minutos no banho, mas a água acabou aos dois primeiros . Então fui escolher a roupa, mas percebi que tinha engordado e nada cabia. Então apelei pra pegar uma roupa emprestada no armário da mamãe. Achei um vestido da época que minha avó usava fraldas e terminei usando (depois de mais de uma hora a procura de algo). Fui na prateleira na intenção de usar o pó compacto pra esconder as "falhas", do blush para rosar as bochechas e do gloss pra dar um brilho nos lábios, mas para minha infelicidade, toda a linha de maquiagem estava vencida. Deixei a maquiagem pra lá e fui decidi o sapato pois já estava atrasada, eu sei que odeio salto alto, mas a ocasião exigia, calcei o primeiro que vi pela frente e meu celular tocou e eu, achando que minha carona havia chegado, enfiei tudo na bolsa e comecei a descer as escadas de maneira veloz. Tropecei, sai rolando, fui parar no hospital, fiquei cheia de hematomas e depois, soube que a festa havia sido cancelada para semana seguinte.

E antes de tudo isso minha mãe falou: Não use drogas, não beba, não se prostitua, não tem nenhuma roupa pra você ir, suas maquiagens estão velhas, não use salto, não corra nas escadas,cuidado que a água está cada dia mais rara, nunca se precipite, nem tudo que parece é e não force a barra quando começa dando errado, pois tudo piora, escute o que lhe digo, nem invente sequer de se arrumar para sair.

o que posso tirar de tudo isso? Mãe tem boca de praga.

2 comentários:

Lana disse...

kkkkkkkkkkkk, amei babi,
mesmo depois das coelhetes, seu texto saiu perfeito! e bouca de mae é assim mesmo *:

Natyy disse...

Cooooooooom certeza, nunca contrarie o que mamãe diiz.
Mamãe disse, "Um dia voce vai me agradecer de hoje eu te obrigar a fazer Inglês."
BRIGADA MÃE!

;*